Loading...

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Amor de Infância

Oi gente, sabe, esses dias eu estava com uns amigos na fila do cinema e enquanto esperávamos para entrar na sala, falávamos sobre, homens, mulheres e relacionamentos...
Um amigo disso assim:
"A verdade é que, mulheres se apaixonam pelo que ouvêem, e homens pelo que vêem, é por isso que as mulheres usam maquiagem e os homens mentem."
Nossa, na hora foi muito engraçado, rimos juntos, comentamos um pouco, mas o assunto acabou morrendo.
Acontece que, na minha cabeça, ele ficou bem vivo, e enquanto pensava sobre isso, acabei descobrindo uma coisa:
Que o amor infantil é o mais puro, isso todos sabem, mas o que esquecemos é, que na infância, quando amamos,amamos simplesmente por amar a outra pessoa,pois nessa idade as meninas anda não usam maquiagem e os meninos ainda não aprenderam a mentir (pelo menos, não com o intúito de levar uma mulher para cama).
Sabe, se todos nós, apartir de hoje, resgatássemos nosso amor de infância, tenho certeza que os índices de divórcio cairiam muito. Imaginem só, vocês, agora, já crescidos, reencontrando o amor no qual beleza, inteligencia e grana não são os meios para se chegarem aos fins... nem são questionados

Aquele amor, no qual, ama-se simplesmente por aquilo que a outra pessoa é...Puramente...Simplesmente.

Vic

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ela gritou

Jurou amor eterno pelo MSN. Trocou torpedos apaixonados com outro. E o pobre infeliz que twitava aquelas juras de amor? Coitados.
Mau sabiam eles, os homens, os bichos mais temidos pelas mulheres, que naquele momento seus corações, nada mais eram que uma brincadeira de menina.
Talves, quando a verdade então, revelada fosse, se rebelassem. Eles á acusariam de adúltera, de menina má. Poderiam também lhe chamar de vagabunda, pros mais desbocados.
Pensariam: "Como ela pode fazer isso comigo? Como me deixei enganar?", ou então, poderiam chingá-la de coisas que ela nem conheceria. Absurdos. Brutalidades. Baixarias.
Eles, passariam a odiá-la...e num passe de mágica, o amor acabaria.
Por que? Porque para eles, é fácil. É simples.
Mas agora, ah, agora, a "garota má", revela sua verdadeira face. Uma menina carente, uma criança roubada, uma mulher ferida, que, cansada de ser enganada, passou a enganar. E, com todo os sucesso de suas enganações, descobriu que, enganar aos outros, não a tornou mais feliz, a dor alheia, não torna a própria mais fácil, ou menos dolorosa.A pobre menina, mulher ferida, encontra assim, através de seus gritos, alguém que á ouviu, e confortou.Lhe acalmou. Lhe curou. Sem mais tweet's ou torpedos..somente pelos seus gritos, já silenciados, num beijo consumido pela paixão.

Temperamental como um dente

Deitou-se na cama quente e aconchegante, a noite era fria e escura, o quarto também..penumbra total.
Sua cabeça sob o travesseiro, não parava de girar, era como um furação, em plena erupção, impossível fazê-lo com que parasse de trabalhar.
Seu corpo estava cansado, o dia havia sido difícil, seus músculos caídos sob a cama pareciam prestes a se desprenderem de seus ossos, ela precisava descansar.O pai de todos, não permitia. Seu cérebro continuava a fervilhar, era impossível parar de pensar, por mais que ela tentasse, não conseguia. De repente, uma sensação de vazio se apoderou daquele pobre corpo cansado, algo estranho e forte.
Ela não sabia, o que estava acontecendo, apenas sentia uma inquietação, que aumentava rápida e fortemente...até que..
Respirou fundo, lutou com todas as suas forças.Lutou contra o frio. Contra a preguiça. Tudo era fraco e impotente diante da sensação. Levantou-se da cama quente, caminhou em direção o final do corredor, virou a esquerda, adentrou o lavabo´e avistou algo que de imediato lhe trouxe a paz, aquietou sua alma instantâneamente...sua escova de dentes. Tudo se acalmou. Tudo se aqueceu. Tudo passou. Adormeceu.

Essa foi pra todos que fazem do hábito higiênico, mais que simples higiene bucal.

Beijo gente, esperam q tenha gostado dos meus devaneos.