Loading...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Eu e ele, foi mais ou menos assim...

"-Ai guria, porque tu precisa ser assim, sempre tão instável?
-INSTÁVEL? EU? - gritava ela- Aquela guria estava dando em cima de ti, estava quase te beijando... Tu não percebeu? - disse ela, num fio de voz, já que suas lágrimas acumulavam-se, quase fugindo de seus olhos.
-Mas o que tem de mal? Ela era bonita, eu solteiro, e tu minha amiga, porque não ajudou-me? - perguntava ele boquiaberto com a atitude da amiga.
Mas nada sabia ele de seus sentimentos.
Ela, sem mais forças para resistir, falou:
-Quer mesmo saber porque?
-Claro! - exclamou ele estupefato.
-Simplesmente porque era EU quem deveria estar no lugar dela!- despejou, deixando-se invadir por aquele momento...
-Como assim? - dizia ele, com a voz baixa, quase como se perguntasse a si mesmo- Mas... Mas e todos esses anos?... Porque tu nunca me disse nada?... Como eu não percebi? -continuou ele, confuso, e ao mesmo tempo dominado por uma alegria que mal cabia em seu peito.Também sempre a amará, mas jamais achava que fosse correspondido, e justamente quando ele decidira tentar seguir em frente, e aceitar somente a amizade dela, ela lhe fala aquilo...
-Pois é, eu te amo guri, e agora, que estive tão perto de ti perder, não consegui mais fugir disso. Não consigo seguir em frente...
... Não sozinha..."